Convênios

CONVÊNIOS COM INSTITUIÇÕES BRASILEIRAS

ARQUIVO NACIONAL:

Convênio com o Arquivo Nacional que, por meio do Projeto Resgate, foi responsável pela realização de um Simpósio internacional de Fontes para a História Colonial, que ensejou, também, a confecção de uma coleção de CD ROMS, composta por 260 unidades, colocado sob a guarda da Biblioteca do mestrado e disponível aos pesquisadores. O projeto Resgate está integrado à COLUSO, instituição que apoia os fundos arquivísticos do Brasil e de Portugal e que dentro das trocas documentais entre os dois países possui agenda integrada de levantamentos intercâmbios documentais. A UERJ patrocina cerca de 50 bolsas/ano de Estagio de pesquisa para graduandos em História, desde 1998, apoiando todas as instituições partícipes que são: Biblioteca Nacional, IHGB, Museu Histórico Nacional, Arquivo do Itamarati, Arquivo do Exército, Arquivo da Marinha, Arquivo Público do Estado do Rio de Janeiro e Arquivo Municipal da Cidade do Rio de Janeiro.

OUTROS INTERCÂMBIOS NACIONAIS

PRONEX 2010-2014:

Dando continuidade aos dois projetos anteriores financiados pelo PRONEX, a proposta em curso, intitulada "Dimensões e fronteiras do Estado Brasileiro no século XIX" tem por objetivo revisitar, sob novas perspectivas, um dos mais caros temas da História e das Ciências Sociais: o Estado brasileiro no século XIX, em seus múltiplos matizes. Assim, não se trata de retomar a velha dicotomia entre sociedade e Estado; este será abordado sob prisma multifacetado, interrelacional e dinâmico, de modo a compreender diversas esferas ou circunscrições, tanto políticas, burocráticas e geográficas, quanto sociais, culturais e econômicas. O novo eixo de reflexão e pesquisa está, portanto, não simplesmente no Estado, mas nessas suas dimensões e fronteiras (reais e simbólicas).

O projeto orienta-se por um conjunto de questões controversas fundamentais que configuram um programa de pesquisa compartilhado. A produção bibliográfica até agora alcançada (ver a pasta específica) tem propiciado não apenas a revisão de antigas e recentes concepções historiográficas e a investigação de objetos específicos por parte de cada pesquisador. Os resultados apontam, sobretudo, para a elaboração coletiva de uma nova interpretação geral do chamado longo século XIX brasileiro.

Para contemplar a riqueza e a abrangência temática dessa proposta, os dezenove membros da equipe tiveram seus trabalhos agrupados em três linhas de pesquisa, perpassadas por eixos transversais (Estado, práticas de cidadania, questão nacional): Política, Justiça e Instituições; Cultura, Imprensa e História; e Economia e Escravidão.

EQUIPE:
Lucia Maria Bastos Pereira das Neves (UERJ) – Coordenadora Geral
José Murilo de Carvalho (UFRJ/ABL) – Coordenador Acadêmico
Lúcia Maria Guimarães (UERJ) – Coordenadora Administrativa
Tania Bessone da C. Ferreira (UERJ) – Pesquisadora Principal
Gladys S. Ribeiro – Pesquisadora principal

Participação de mais 15 professores de instituições variadas (UFRRJ, UNIRIO, UFJF, UFOP, UFSJ, UFES).

Parceria Nacional: Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro.

Parcerias internacionais: Instituto Universitário de Lisboa, Portugal; Universidad Nacional de Quilmes, Argentina; Colegio de México; e Universidad Nacional de Colômbia.

Participação de alunos de mestrado e doutorados, orientados pelos pesquisadores.

FINANCIAMENTO: FAPERJ/CNPq (Edital PRONEX 2010-2014) no valor de R$ 300.000,00.

 

Convênio de Cooperação Técnica e Acadêmica com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso – IFMT:

A proposta é que professores desse instituto venham realizar sua pós-graduação no curso de História UERJ. Haverá uma reserva de vagas (uma para mestrado e duas para doutorado) para alunos dessa instituição que deverão também concorrer a seleção normal junto com os outros estudantes.


CONVÊNIOS COM INSTITUIÇÕES ESTRANGEIRAS

Nos últimos anos, a UERJ tem procurado realizar um agressivo programa de internacionalização, por meio da assinatura de convênios de amplo espectro com instituições estrangeiras congêneres. Esses acordos se desdobram em termos aditivos, voltados para a consecução de projetos específicos de investigação e de extensão, com os diversos institutos e programas de Pós-graduação. Assim, o PPGH mantem acordos com:

1) UNIVERSITÉ PARIS VIII.

2) Convênio de constituição da rede universitária franco-brasileira de cooperação doutoral e pós-doutoral 'SANTOS DUMONT', que engloba, no Brasil, as seguintes instituições, além da UERJ: UNB, USP, UNICAMP, PUC-RIO, UFMG, UFPR, UFPB, UFRJ, UFSC, UFRGS, ESAL, UFBA, UFC, UFRN, UNESP, PUC-SP, PUC-RS, UFSM e FIOCRUZ. No exterior, este Convênio, dentre outras, envolve as universidades de Paris III, Paris VII, Paris VIII, Paris X, Paris XIII, Norandy, Grenoble I e III, Lyon II, Montpellier I, II e III, Nancy I, Reims II, Strasbourg I, Toulouse I, II e III.

3) Convênio UERJ/Conselho de Educação e Ordenação Universitária da Junta de Galícia/Espanha (LABIMI).

4) Acordos firmados com o CESLA (Centro de Estudios de America Latina), sediado em Varsóvia e o CREDAL (Centre de Recherches d' Histoire de l'Amérique Latine), Université de Paris I (NUCLEAS). Realização de Palestras e Publicações de livros.

5) Convênio de cooperação técnica e científica entre a UERJ e o Instituto Panamericano de Geografia e História.

6) Convênio entre a UERJ e a Universidade de Varsóvia (NUCLEAS).

7) Projeto Alfa com a UNAM (Universidad Autonoma de Mexico), Cuba e Chile.

8) Convênio com a Universidade de Haifa (Israel).

9) Convênio com o Instituto Tecnológico de Monterrey , México (NUCLEAS).

10) Convênio com Centro de Cultura/ Universidade Nova de Lisboa, Portugal (Colaboração o Centro de História da Cultura da Universidade Nova de Lisboa e o Laboratório Redes de Poder e Relações Culturais. Realizações de palestras, workshops e publicações de vários livros).

11) Convênio com a Universidade de Coimbra – Instituto de Estudos Brasileiros e Laboratório Redes – Realização de dois projetos de pesquisa: um sobre o periódico Minerva Brasiliense, contemplado com o Edital Universal CNPq/2013, prepara a edição digitalizada da revista Minerva Brasiliense, com a respectiva indexação por assunto e autor, acompanhada de ensaios críticos a respeito do material publicado, sendo coordenado por Lucia Bastos Pereira das Neves (Brasil) e Maria Aparecida Ribeiro (Portugal); o segundo, intitulado Projeto de Informatização do Catálogo da Biblioteca Joaquim de Carvalho, é dirigido por Antonio Pedro da Rocha Pita (Portugal) e tem como assessora científica Lucia Maria Paschoal Guimarães (Brasil).

12) Convênio com a Universidade de Coimbra e o Núcleo de História Antiga (Profª Carmen Soares e Profª Maria Regina Cândido).

13) Convênio com o Observatório Político de Lisboa (Laboratório Redes - Responsáveis Cristina Montalvão Sarmento (Portugal) e Lucia Maria Paschoal Guimarães (Brasil). Trata-se de uma incursão no campo da história política renovada, cujos primeiros resultados alcançados estão expressos em coletâneas organizadas desde 2009; o terceiro volume da coleção Culturas Cruzadas em Português, foi publicado e lançado em Lisboa, em novembro de 2013. Esta parceria redundou na formação de um grupo de estudos luso-brasileiros na AHILA (Associação dos Historiadores Europeus Latinoamericanos), que se reúne desde 2012, sendo o próximo encontro em Berlim (2014). Deve-se ressaltar que a vice presidente da AHILA é a professora do PPGH, Lúcia Maria Paschoal Guimarães (2012-2014).

14) Convênio com o CEPESE, Universidade do porto, Universidade do Minho (LABIME – estudos sobre Imigração para a confecção de portal de pesquisas sobre imigração luso-brasileira) O Convênio agrega outras instituições brasileiras (UFF, UERJ, FAPERJ, Arquivo Nacional, Arquivo do Estado do Rio de Janeiro, Arquivo da Cidade do Rio de Janeiro, USP - Cátedra Jaime Cortesão, PUC-SP, Universidade de Santos, Universidade Federal do Pará). Já foram realizados inúmeros Congressos e publicados diversos trabalhos em conjunto.

15) Convênio com a Universidade de Paris XIII, IFCH/PPGH (Redes).

16) Programa de Cooperación Interuniversitaria España-Brasil ‘Las migraciones España-Brasil, fines siglo XIX – actualidad’, concedido pelo Ministerio de Educación, Cultura y Deporte del Gobierno de España e pelo Programa CAPES-DGU/Brasil, tendo como coordenadores o Professor Juan Manuel Romero Valiente da Universidad de Huelva, e a Professora Lená Medeiros de Menezes (LABIME). Realização de Workshops internacionais e publicações.

17) Universidade de Cádiz (Laboratório Intelectuais, Cultura e Política (Professora responsável: Maria Emília Prado) e o Grupo de Estudos de História Contemporânea (GEHA) – Realização do X Colóquio Internacional Tradição e Modernidade no Mundo Ibero-Americano, em 2014 (em conjunto com o grupo Correntes Artísticas e Movimentos Intelectuais do CEIS- 20/ Universidade de Coimbra) Com base nesses convênios e acordos, o Programa desenvolve experiências de pesquisas conjuntas, realiza intercâmbios de professores e de alunos, assim como promove conferências, mini-cursos e atividades ministradas por historiadores estrangeiros renomados.