Laboratorios

LPPE - Laboratório de Pesquisas e Práticas de Ensino

Professores Responsáveis:
Edna Maria dos Santos (UERJ) 

9º andar, sala 9019 B- IFCH-UERJ

http//www.lppe.uerj.br


O LPPE busca promover uma integração entre o ensino, a pesquisa e a extensão, oferecendo aos licenciados em Ciências Humanas, assim como aos professores e gestores da rede pública de ensino do Estado do Rio de Janeiro, capacitação teórico- metodológica para o desempenho das suas funções, organizando cursos, debates e outras atividades, realizando parcerias e convênios com instituições públicas e privadas de ações sociais visando a melhoria do ensino e da pesquisa em História no Rio de Janeiro.

NIBRAHC - Núcleo de Identidade Brasileira e História Contemporânea

Coordenadores:
Prof. Oswaldo Munteal

http://nibrahc.blogspot.com.br/

O Núcleo de Identidade Brasileira e História Contemporânea (NIBRAHC) é um grupo formado por estudantes de graduação e pós Graduações de cursos com características interdisciplinares, sob orientação do Professor Pós Doutor Oswaldo Munteal (UERJ, FACHA, PUC). O núcleo busca entender e analisar o Brasil a partir de autores que se notabilizaram por um profundo senso crítico da realidade brasileira com vistas à transformação e desenvolvimento autônomo e igualitário. O Núcleo tem realizado inúmeras publicações, eventos e é muito ativo em mídias. A equipe que integra o Laboratório compreende bolsistas de IC, TCT, mestrandos e doutorandos, bolsistas e não bolsistas, pesquisadores colaboradores das mais diversas instituições.

NUBHES - Núcleo de Estudos sobre Biografia, História, Ensino e Subjetividades

Coordenadora:
Márcia de Almeida Gonçalves.

Sala 9019 A (IFCH-UERJ)

http://www.nubhes.uerj


O Núcleo de Estudos sobre Biografia, História, Ensino e Subjetividades (NUBHES) atua no âmbito do Instituto de Filosofia, História e Ciências Humanas da UERJ, tendo sido derivado do projeto Histórias de gênios e heróis: indivíduo e nação nas narrativas biográficas do Império do Brasil, contemplado pelo Programa Jovem Cientista do Nosso Estado, no ano de 2010. No contexto da crescente reflexão acerca dos usos e significados das biografias entre as produções da cultura histórica, na atualidade, em diálogos que redimensionam interseções entre a historiografia, a teoria literária, o pensamento sociológico, a história da literatura e as filosofias do sujeito, a criação do NUBHES visa à constituição de lugar de encontro, de reunião e de produção acadêmica referentes a diversas temáticas sobre histórias de vida. Destaque será concedido a relação entre o valor crescente dessas últimas, em suas diversas apropriações midiáticas, e aquilo que estudiosos do fenômeno identificam como dilemas da subjetividade contemporânea. A equipe que integra o Laboratório compreende bolsistas de IC, TCT, mestrandos e doutorandos, bolsistas e não bolsistas, pesquisadores colaboradores das mais diversas instituições.

PEIND - Programa de Estudos Indianos/UERJ

Coordenadores:
Prof. Edgard Leite Ferreira Neto

http://www.peind.org

A conferência India-Brazil Dialogue, na Universidade de Goa, em 2011, e, depois, a conferência do Dr. Varun Sahni (Jawaharlal Nehru University) na UERJ, em 2012, foram elementos importantes para a imediata aproximação acadêmica entre a UERJ e a Índia. O PEIND é importante para o estreitamento dos laços entre Brasil e Índia e para a ampliação dos horizontes acadêmicos em diversas áreas no Rio de Janeiro, realçando a importância da Índia no mundo contemporâneo e a nossa capacidade em pensar, produzir e aprender em colaboração e entendimento com os pesquisadores indianos. Para sua criação colaboraram vários estudiosos e professores como o Dr. Dilip Loundo (atualmente na UFJF), com uma longa trajetória no campo da filosofia ocidental e oriental, o Dr. Rubens Turci (UFJF), o Dr. Amâncio de Oliveira, da USP, a Dra. Leane Naidin, da PUC-RJ, com sua experiência em Índia também apoiou a iniciativa, Do lado Indiano contribuíram o Dr. Varun Sahni, desde sua conferência na UERJ, em 2012, Na Índia, Os Drs. Aparajita Gangopadhyay e Dattesh Parulekar (Goa University), Sanjay Salunke (Dr. Babasaheb Ambedkar Marathwada University, Aurangabad) e Krishnendra Meena (Jawarhal Nehru University. A equipe que integra o Laboratório compreende bolsistas de IC, TCT, mestrandos e doutorandos, bolsistas e não bolsistas, pesquisadores colaboradores das mais diversas instituições.

LRPRC - Laboratório Redes de Poder e Relações Culturais

Professores Responsáveis:
Lúcia Maria Bastos Pereira das Neves e Lúcia Maria Paschoal Guimarães

sala 9.024 – Bloco B – IFCH/UERJ

Site: http://www.redesuerj.pro.br

O Laboratório Redes de Poder e Relações Culturais reúne professores e alunos que integram o Grupo de Pesquisa Idéias, cultura e política na formação da nacionalidade brasileira, cadastrado no CNPq, em funcionamento desde 1997. Seus objetos de investigação se situam no campo da história política renovada e se definem em torno da noção de cultura política e da dimensão do poder simbólico. O Laboratório Redes de Poder e Relações Culturais possui perfil interinstitucional. Além de docentes e alunos do Programa de Pós-Graduação de História da UERJ, agrega pesquisadores associados de diversas instituições UFMG, Biblioteca Nacional, UFOP, UNESP – Franca, Arquivo Histórico do Itamaraty, MAST, CPDOC e Real Gabinete Português de Leitura. Mantêm, ainda, parcerias com o Centro de História da Cultura da Universidade Nova de Lisboa, o Instituto de Estudos Brasileiros da Universidade de Coimbra, e a Rede de Investigação de História Intelectual da América Latina, coordenada por Hugo Cancino Troncoso (Universidade de Aarhus, DK) e Carmen de Sierra (Universidade de Salto/Uruguai e IHEAL/França). Atualmente, dois grandes eixos analíticos orientam os estudos e atividades do Laboratório: 1. Cultura, intelectuais e poder Objetivo: promover estudos direcionados para a análise da relação entre intelectuais e poder, por meio das suas manifestações culturais e práticas políticas. 2. História, cultura e relações internacionais Objetivo: promover estudos que examinem a articulação entre cultura e relações internacionais, privilegiando continuidades e rupturas.

LEDDES - Laboratório de Estudos das Diferenças e Desigualdades Sociais

Professores Responsáveis:
Prof. Dr. Silvio de Almeida Carvalho Filho (UERJ/UFRJ) e Profª Drª Marilene Rosa Nogueira da Silva (UERJ).

Sala 06 Bloco D – IFCH/UERJ

Site: http://www.leddes.uerj.br/

O Laboratório de Estudos das Diferenças e Desigualdades Sociais (LEDDES), criado em abril de 2001, objetivando a pesquisa sobre as diferenciações sociais, está vinculado ao Departamento de História e ao Programa de Pós-Graduação Mestrado-Doutorado em História da Universidade do Estado do Rio de Janeiro/UERJ, possuindo, contudo, um caráter interinstitucional e interdisciplinar. Nesse sentido, congrega pesquisadores vinculados a várias universidades e a diferentes campos de estudo, tais como, UERJ, UFRJ, UGF e UNESA, reunindo, também, investigadores com diferentes níveis de formação. Objetiva, portanto, estabelecer o diálogo entre diversos especialistas, na construção dos objetos temáticos e no trato conceitual, ao longo dos tempos históricos e das hierarquias sociais, temporal e espacialmente diferenciadas. Percebemos que muitas das características individuais dos seres humanos são utilizadas para a construção das diferenciações sociais, todavia, o LEDDES constata que várias delas são escolhidas arbitrariamente como traços diacríticos das hierarquizações sociais. Entre essas diferenciações, ressalta, em especial, as de classe e status, de gênero, de geração, de ocupação no mercado de trabalho, assim como as étnicas e a raciais, as lingüísticas, as regionais e nacionais, entre outras,que não apenas distinguem, mas hierarquizam, subordinam, opõem e excluem pessoas, influenciando seus comportamentos e direcionando suas vidas. Entende que as taxionomias não são neutras, encontrando-se na relação saber-poder em suas decorrentes construções de subjetividades. Este Laboratório está eticamente voltado ao respeito às diferenças, contanto que isso não implique a eliminação do direito à igualdade, ou seja, a prerrogativa das pessoas serem tratadas como iguais em todas as esferas institucionais, que afetam suas oportunidades de vida e trabalho, influindo no acesso aos bens e aos serviços sociais. Nosso Laboratório possui uma preocupação axiológica com a justiça social e estamos conscientes que a questão da igualdade, mais que uma constatação de sua existência, ou não, na realidade vivida e estudada por nós, constitui um princípio que adotamos. Portanto, encontra-se aí uma plataforma ética sobre a qual nossas pesquisas e a nossa intervenção social assenta-se: a teoria crítica sobre as desigualdades para lutar pela eqüidade dos direitos humanos.

Objetivos do Laboratório:

• Aprofundar as reflexões teórico-metodológicas, relacionadas ao estudo das diferenças e desigualdades sociais.
• Consolidar o LEDDES como espaço de discussão, estimulando o diálogo acadêmico entre os pesquisadores nacionais e internacionais, os alunos de graduação e pós-graduação e a sociedade civil, inclusive sob o ponto de vista interdisciplinar e interinstitucional.
• Estimular a iniciação científica de novos pesquisadores, formando uma massa crítica na área de interesse do Laboratório.
• Conhecer e analisar as temáticas para a busca da eqüidade social.
• Divulgar a produção intelectual dos pesquisadores vinculados ao LEDDES e à sua área de atuação, através de seminários, debates e publicações que divulguem os resultados das pesquisas.

LEPAS/NUCLEAS - Laboratório de Estudos Políticos das Américas/Núcleo de Estudos das Américas

Professores Responsáveis:
Profª Dra. Maria Teresa Toríbio Brittes Lemos e Profº Dr. Paulo Roberto Gomes Seda

Sala 7003 Bloco B - IFCH/UERJ

Laboratório de Estudos Políticos das Américas (LEPAS) é vinculado ao Núcleo de Estudos das Américas (NUCLEAS)/IFCH/Departamento de História. É coordenado pelos professores Maria Teresa Toríbio Brittes Lemos e Paulo Roberto Gomes Seda, do Departamento de História, área História da América e conta com a participação efetiva dos alunos do curso de Mestrado e Doutorado do PPGH. O Laboratório de Estudos Políticos das Américas consiste num espaço e pesquisas, discussões, debates, análises, encontros e promoção de cursos para desenvolver questões pertinentes ao continente americano, atendendo às Linhas de Pesquisas Relações Internacionais, Política e Cultura e Política e Sociedade. A programação do LEPAS se estende às comunidades interna e externa da UERJ, objetivando fornecer maiores informações sobre as questões que envolvem as Américas, divulgando a produção pertinente à temática americana e os resultados dos estudos desenvolvidos.

Objetivos

• Realizar as atividades acadêmicas de orientação de alunos do Programa e do curso de Graduação do Departamento de História, estagiários do Cetreina, PIBIC e voluntários, além de alunos de outras instituições.

• Organizar eventos, envolvendo os integrantes do Grupo de Pesquisa - CNPq (História, Memória e Relações Interculturais).

• Realizar cursos para as Linhas de Pesquisa do PPGH

NEA - Núcleo de Estudos da Antigüidade

Professores Responsáveis:
Maria Regina Cândido

sala 9030 (9º andar) Bloco A - IFCH/UERJ - Tel: 2587-7295

Site: www.nea.uerj.br

E-mail: nea.uerj@gmail.com


O projeto coletivo visa interação entre professores e alunos, pesquisadores e voluntários provenientes de unidades de ensino superior público e privado interessados em sociedades antigas. O NEA/UERJ mantém dialogar com demais áreas de conhecimento como Letras, Filosofia, Arqueologia, Antropologia e História da Arte visando produzir pesquisas em sociedades antigas. O resultado das pesquisas transita pelas sociedades antigas e a recepção no século XVIII. Temos como compromisso democratizar o saber produzido na academia tornando o resultado das pesquisas acessível à comunidade que está fora do meio universitário.

Laboratório de Estudos Intelectuais, Cultura e Política

Professores Responsáveis:
Profª Drª Maria Emilia Prado

Sala 9023 Bloco B – IFCH/UERJ

O Laboratório vinculado ao Programa de Pós-Graduação em História, reúne pesquisadores integrantes do Grpesq/Cnpq "Intelectuais e Poder no Mundo Íberoamericano". É voltado para análise de temas ligados à produção, circulação e recepção das idéias, em especial no mundo íberoamericano. O Laboratório e o Grupo de Pesquisa são responsáveis pela edição da revista eletrônica “Intellèctus”, bem como pela organização de seminários e colóquios de nível nacional e internacional com destaque para o Colóquio Internacional “Tradição e Modernidade no Mundo Íbero- Americano” realizado anualmente em conjunto com o grupo “Correntes Artísticas e Movimentos Intelectuais” do CEIS- 20/ Universidade de Coimbra.

LABIMI - Laboratório de Estudos sobre Imigração e Estrangeiros

Professor Responsável:
Érica Sarmiento da Silva

E-mail: labimi.uerj@gmail.com

Laboratório de Estudos sobre Imigração e Estrangeiros, coordenado pela Profª Drª Lená Medeiros de Menezes, congrega pesquisadores de várias instituições, dedicados ao estudo dos movimentos migratórios ocorridos nos séculos XIX e XX, com ênfase na emigração para o Brasil. A vinculação desses pesquisadores dá-se, principalmente, através do Grupo de Pesquisa (Grpesq/Cnpq/UERJ) "Diáspora Portuguesa e Mundo Lusófono”, cuja liderança cabe à coordenadora do LABIME, integrado por professores, pós-graduandos e graduandos de diferentes instituições universitárias.

No contexto amplo da e(i)migração, vem tendo destaque o estudo da imigração francesa e da imigração portuguesa no Brasil. No primeiro caso, o reconhecimento nacional e internacional ao trabalho desenvolvido por pesquisadores do laboratório pode ser demonstrado pela participação, por convite, de três de seus pesquisadores, na coletânea sobre franceses no Brasil, em fase de organização, como parte das comemorações do ano do Brasil na França, com lançamento simultâneo, no Brasil e na França, em 2009.

No tocante à imigração portuguesa, o laboratório integra o pool de universidades (UERJ, UFF, USP, PUC-SP), Arquivos Nacional, do Estado e da Cidade do Rio de Janeiro, que se vem dedicando à montagem de um portal sobre emigração portuguesa, trabalho que vem sendo coordenado, em Portugal, pelo Centro de Estudos de População, Economia e Sociedade (CEPESE), vinculado à Universidade do Porto. Até o momento, como parte desse trabalho, foram realizados três seminários e publicados dois livros que se vem tornando referências para os estudiosos da e(i)migração portuguesa.

LEHC - Laboratório de Estudos Históricos da Ciência

Professor Responsável:
Carlos Alvarez Maia

9º andar - Bloco D - Sala 05 - IFCH/UERJ

Site: www.nea.uerj.br

E-mail: alvarez@iis.com.br, / edmilson@puc-rio.br


O Laboratório de Estudos Históricos da Ciência, LEHC, dedica-se a uma área emergente de pesquisa e empenha-se por instituí-la no Depto de História da UERJ. Essa área incorpora a perspectiva renovadora dos "social studies of science" submetidos ao tratamento de uma semiologia histórica do conhecimento. No LEHC o termo "ciência" é tomado em seu sentido mais amplo e genérico, de origem latina, "scientia", como um "saber" socialmente instituído. Nosso objeto de análise inclui as diversas formas de saber, em particular: o científico e o histórico. O LEHC privilegia o estudo das relações entre conhecimento, poder e os agentes intelectuais, como produtores de sentido do real. Na interseção dessa tripla clivagem faz-se o seu signo de referência: "os estudos históricos da ciência", com ênfase nas condições histórico-semiológicas de produção do saber. Um saber que, por se instalar socialmente, reveste-se de uma materialidade, de uma institucionalização que o valora e o reifica: transforma-o em mercadoria, incorpora-o na cultura, consolida-o como poder e forja a realidade. Como ação estratégica, o LEHC integra uma REDE INTERDISCIPLINAR e INTER- INSTITUCIONAL de pesquisas nessa área, dentro da Associação Nacional de História, ANPUH, sob a denominação de GEHCT - Grupo de Trabalho de Estudos Históricos em Ciência e Tecnologia. Tal orientação do LEHC é reafirmada por sua interação com o grupo correlato do Depto. de História da UFF, o LEHSCT, e com o da UFRJ, o NECSO, Núcleo de Estudos de Ciência&Tecnologia&Sociedade. Este mantém na COPPE-NCE as áreas de "Estudos de Ciência e Tecnologia" e de "Informática e Sociedade" num programa de doutoramento. Com o NECSO, o LEHC firma um convênio inter-institucional. Há disciplinas comuns entre ambas pós-graduações sob a responsabilidade do LEHC, oferecidas na UERJ, onde seu impacto transparece na perspectiva de implantação dessa linha na pós-graduação do Depto de História. Professor Vinculado: Antonio Edmilson Martins Rodrigues.